é o varão

deixa que a neve, o sol e o arroz caminhem ao longo dos teus braços. a esses deixa-os sentir a vibração estonteante que os assusta e acalma ao mesmo tempo. quero que feches os olhos e adormeças no nosso sono, na nossa história. sabe bem não sabe? eu habituei-me a viver numa bola gigante, vivo a tentar perceber porquê o ponto, a vírgula ou a paisagem. tento guardar cada imagem. e secalhar, por isso, tenho a impressão de que linhas foram apagadas e que o algodão doce das nuvens que odeio se instalou. agora está instalado o cor-de-rosa que todos os dias ignoro, veio para ficar. para viver? isso não! sei que são só mais uns silêncios e o coração vai ao sítio.

15 comentários:

  1. Muito bonito. Escreves com uma clareza fantástica. Parabéns

    ResponderEliminar
  2. fintas-me com as palavras...
    os meus rins ainda estão doridos de tentar perceber... mas se fosse fácil não tinha metade da piada!

    ResponderEliminar
  3. Obrigado, adoro quando não metes letras maiusculas xD

    ResponderEliminar
  4. Um texto realmente bonito :)
    beijinho :*

    ResponderEliminar
  5. Fico parva com os teus textos, completamente fascinada pela simplicidade! *

    ResponderEliminar
  6. o silêncio é o melhor dos sons. parabéns, outro grande texto que nos faz voar.
    P.S: eu e a Rita vamos participar no Prémio José Luis Peixoto, é em conto. era fixe se tb quisesses, tens mesmo jeito. n sei é se te apetece criar uma história. mas s quiseres diz e mando-te o regulamento. tens de enviar até dia 13, desculpa só me lembrar agr.

    ResponderEliminar
  7. LOOOOOOOOOOOOOOOOOL!
    Demais xD o garfo estragou-se? :o ahaha *

    ResponderEliminar
  8. Ainda bem. :D
    E Se ganhares vais conhecer o José Luis Peixoto.

    ResponderEliminar
  9. "Sei que mais uns silêncios e o coração vai ao sitio." Enjoy the silence :) Outro grande texto.

    ResponderEliminar
  10. obrigado. gostei da frase, gostei mesmo.

    sim, sabe bastante adormecer numa história que nos fascina. um dia perceberás esses porquês e recordar-los-ás.

    ResponderEliminar
  11. "eu habituei-me a viver numa bola gigante, vivo a tentar perceber porquê o ponto, a vírgula ou a paisagem. tento guardar cada imagem"


    escreves tão bem:)

    ResponderEliminar
  12. Olá! Visita este blog: http://viverporhoje.blogspot.com/.
    É do meu grupo de Área Projecto, é importante que possas ler!
    Beijinho *

    ResponderEliminar
  13. a tua simplicidade de escrita é incrivel.

    ResponderEliminar
  14. adorei cada mais pequena frase e conjunto de letras. beijinho *

    ResponderEliminar