chaga

quando eu cair eu espero, ao menos, que olhes para trás.
[Chaga - Ornatos Violeta]

há palavras tão frias, que nos tornam o corpo a pele de uma galinha. é um arrepio que atravessa as costas e que, quando chega à cabeça, nos provoca medo de nós próprios, medo de termos escolhido mal as palavras, a força com que empurrámos ou os conselhos que demos. são tantas dúvidas na cabeça de uma crinça que acabam por corroê-la por dentro. tudo se tranforma de doces e leves penas em pesadas nuvens carregadas de água. água corrosiva ao coração das almas onde toca.

19 comentários:

  1. há palavras tão frias. e depois há as fortes, como esta. que correm, mas que não tem mal porque correm de um bem espantoso.

    ResponderEliminar
  2. Obrigado és muito simpática, também adoro a tua escrita, xD

    ResponderEliminar
  3. tá puro, tá duro, está fantástico

    ResponderEliminar
  4. Gente confusa. Podia ser tudo tão mais simples.

    ResponderEliminar
  5. o ser humano é muito complicado...
    gosto do teu blog :).
    Beijinho,
    Mar*

    ResponderEliminar
  6. «é um arrepio que atravessa as costas e que, quando chega à cabeça, nos provoca medo de nós próprios, medo de termos escolhido mal as palavras (...)».
    Os teus tesourinhos são daquela espécie de textos que nunca me desilude. E, os teus finais, são sempre demasiada/ poéticos.
    "água corrosiva ao coração das almas onde toca". Quanta perfeição numa só frase!
    Um beijinho *

    ResponderEliminar
  7. e aí está de novo a Maria no seu melhor :D
    tens razão, há mesmo palavras corrosivas. espera que a água chega a alma e não te preocupes muito, acaba sempre por recuperar, basta crer.
    (e quanto à viagem, espero que te divirtas. eu adorei a minha)

    ResponderEliminar
  8. Muito boa a poesia inserida nessas palavras.

    Muito bonitas.

    Gostei do estilo textual

    admirável, acompanharei o seu blog.

    ResponderEliminar
  9. a vida é complexa.. há coisas para as quais é difícil arranjar explicação!

    E gostei muito do teu blog (:

    ResponderEliminar
  10. embora a minha impulsividade, o pré-agir já é incoscientemente pensado em não magoar *

    ResponderEliminar
  11. 'Diz que não te afastas de algo que é também teu. Não vai haver um outro amor, tão capaz e tão maior. Para mim será melhor assim. Vê como eu quero e vou tentar, sem matar o nosso amor.
    Não achar que o mundo é feito, para nós.' :)


    Adorei. :) Gostei especialmente desta parte: 'água corrosiva ao coração das almas onde toca.'. :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar